HISTÓRICO DA OKTOBERFEST

Num domingo pela manhã, em Outubro de 1978, em frente á sociedade Linha Presidente Becker – SC, o Sr Wiho Prost veio aos jovens Bernardo Scholz e Léo Wolhfart e falou: “WIR MUSSEN DAS OKTOBERFEST FEIERN ALS KULTURELLESFEST, WIE IN MÜNCHEN” (Nós precisamos festejar a OKTOBERFEST como uma festa cultural, como em Munique). O Sr. Leopoldo Wolhfart havia contado a um grupo de pessoas de como era a festa na Alemanha, mais precisamente em München.

A idéia do Sr.Wiho Prost, foi de realizar uma festa específica da comunidade para cultivar e preservar a cultura alemã.

O grupo de amigos fundadores da Oktoberfest foi convidado pessoalmente pelos organizadores WIHO PROST, LÉO WOLHFART E BERNARDO FREDERICO SCHOLZ. PARTICIPARAM, ALÉM DOS ORGANIZADORES: EUGÊNIO EGEWARTH, BRUNO KREUZBERG, ANTONIO GLUITZ, LAURO EGEWARTH, LOURENÇO ROQUE GLUITZ, ZENO SCHMITZ, ARI MICHELS, MARCOS SCHWAAB, JOÃO RAUSCH, SELÉSIO SCHMITZ, NERI DE ALMEIDA, HERMAN SCHOLZ e ALBERTO KOLLMAN.

A festa teve início com desfile, (idéia de Wiho que tinha conhecimento sobre a festa de München), num trator. O trator, de propriedade de Paulino Schmitz, num domingo de manhã, foi enfeitado com folhas de coqueiro e algumas flores. O desfile e festa foram realizados a noite. Como era à noite, improvisaram a luz, ligando um fio com lâmpada na bateria do trator. Saíram da Linha Presidente Becker Alta indo até os fundos de Linha Pres. Becker Baixa e depois voltando até o potreiro do Sr. Hermann Scholz, cantando, acompanhados de violão e gaita, e tomando cerveja. Lá se confraternizaram assando galeto, cantando, tomando e comendo. Era uma linda noite de luar. O Sr. Lauro Egewarth havia trazido uma máquina fotográfica da Suíça e ele fez o registro da 1° festa.

A ideia de se ter uma comida típica só foi introduzida alguns anos mais tarde.

A festa aconteceu em 4 ocasiões no potreiro do Sr Hermann. A cada ano foi crescendo e no ano de 1982 foi transferida para o salão da comunidade, por motivo de chuva.

Nas 1ª festas realizadas no salão da comunidade as famílias eram recolhidas com tratores, em cima do trator tinha cerveja e chegavam cantando.

Na Oktoberfest em Linha Presidente Becker, desde a primeira festa, acontece o tradicional desfile de carros alegóricos, mostrando a cultura dos pioneiros ainda preservada, a evolução histórica da comunidade de Linha Presidente Becker e do município de Itapiranga, bem como a apresentação de shows, dos grupos Folclóricos Infanto-Juvenil e Adulto, com danças típicas, concurso de Tiro ao Alvo, Schafkopft, muita música de bandinhas, shows do Clube de Patinação e outras atrações.

A gastronomia servida ao meio dia e a noite, durante os dias da Oktoberfest de Linha Presidente Becker é variada e irresistível, entre os pratos principais destaca-se: Eisbein(joelho de suíno); Sauerkrat(chucrute); Spritz Wurst(lingüiça); e no  café alemão: Frankfurter Kranz; Sahne-Quarktorte (torta de requeijão) Nusstorte (torta de amendoin); Obstkuchen (cucas de frutas); Buttercremetorte (torta de manteiga); Käse Kuchen(cuca de requeijão);  A festa foi se tornando cada ano maior e devido as condições do espaço físico, a falta de mão humana na comunidade para participar na organização da mesma e principalmente com a intenção de divulgar mais o município,  o então presidente da sociedade São Bonifácio de Linha Presidente Becker, Sr. Xavier Schmuck, atendendo o pedido da comunidade, levou a idéia ao poder público do Município.

Em 1985 a idéia foi aprovada e iniciou-se a OKTOBERFEST com a participação de toda comunidade Itapiranguense.

No ano de 1989, a festa passou a contar com apoio da Prefeitura Municipal através do projeto de Lei nº 38/39. A festa passou a se realizar também no centro da cidade de Itapiranga, ficando garantido para Linha Presidente Becker a festa de Abertura, Domingo Cultural e o Encerramento. A primeira Oktoberfest na cidade foi organizada na Rua da Matriz com a improvisação dos pavilhões.

Através da Lei nº 1336 de 20 de abril de 1990, o Prefeito Áurio Vendelino Welter oficializa a realização dos festejos da Oktoberfest no município de Itapiranga

A Rainha e princesas, o casal Fritz e a Frida, o casal Hänsel und Gretel e ocasionalmente o vovô Fritz e a vovó Frida da Oktoberfest de Linha Presidente Becker e Itapiranga são escolhido todo ano. Esta escolha é feita numa data anterior à festa, geralmente em maio. As candidatas a Soberanas desfilam com trajes típicos e são eleitas por uma comissão composta por lideranças de municípios vizinhos. As escolhidas fazem a divulgação da festa.

Na sede do município, a festa é organizada sob a coordenação de um grupo de pessoas da comunidade, nomeados pelo Prefeito Municipal, todos serviços são terceirizados. As empresas credenciadas para a instalação de barracas, pagam uma comissão sobre o valor de suas vendas para que sejam pagas as demais despesas da festa. Já na Linha Presidente Becker a festa é organizada pela comunidade e os trabalhos realizados gratuitamente pelos membros da mesma.

A Oktoberfest cultiva a tradição alemã especialmente no aspecto folclórico, cultural e gastronômico.

Na gastronomia da Oktoberfest da sede, destacam-se os pratos típicos: o café colonial, o einsbein, chucrute, spritz wurst, torta de requeijão, cuca doce, torta de frutas com amendoim e também lanches menos tradicionais.

Na Oktoberfest ocorre o tradicional desfile de carros alegóricos, mostrando a cultura ainda preservada através das dificuldades dos pioneiros e a evolução histórica do município, bem como a apresentação de shows culturais com os grupos folclóricos, chopp em metro, tiro ao alvo, muita música de bandinhas, shows dos Clubes de Patinação e outras atrações.

Em 1992 foi construído o Complexo Oktober, situado no Alto Jardim Bela Vista, aonde se realiza a festa na cidade de Itapiranga.

A aceitação e evolução da festa têm sido notadas não apenas pela comunidade itapiranguense, mas sim pela região toda, atraindo hoje turistas do estado, país e exterior, motivo pelo qual é preciso desenvolver um turismo sustentável no município.